segunda-feira, 12 de março de 2012

MUITA EMOÇÃO NO SEPULTAMENTO DO POLICIAL DANIEL

Foi sepultado hoje, 12, pela manhã no cemitério municipal de Ubiratã, o corpo do policial militar, Daniel Lelis de Oliveira, 26 anos. O enterro foi marcado por choro, dor, revolta e emoção. Milhares de pessoas participaram.
Oliveira foi morto ontem, 11, durante um confronto com assaltantes em uma propriedade rural no município de Ubiratã. Seu companheiro de serviço, Cleiton foi ferido no ombro esquerdo, mas passa bem, inclusive acompanhou o velório, cortejo e sepultamento de seu amigo.
O cortejo saiu da Câmara Municipal de Ubiratã, passou pelo centro da cidade. No cemitério foi realizada uma salva de tiros em homenagem ao militar que também recebeu uma salva de palmas de milhares de pessoas.
Daniel deixa a esposa Cristiane e um filho que completa dois anos em agosto.
O sargento do destacamento de Ubiratã, Heveraldo Theodoro informou que a busca pelo foragido retorna as 12horas de hoje e garantiu que toda a equipe policial não irá descansar até encontrar o restante dos assassinos.
Ontem por volta das 16 horas policiais trocaram tiros com um dos envolvidos. Trata-se de Gilson Vargas, de 19 anos, morador de Ubiratã. Vargas, segundo a polícia, foi localizado na estrada rural Concórdia, km 01, no meio do mato. Ele foi atingido por tiros na virilha e na cabeça e morreu no local do confronto. Ao ser abordado reagiu, como já tinha feito na parte da manhã, atirando contra os policiais e acabou alvejado.
Também foi efetuada a prisão de Cristiano Aparecido Dias, conhecido como Apocalipse, que teria participado do assalto à Casa Vencedora.


Fonte: Ubiratã Online

3 comentários:

Sd Karoline disse...

Saudades de um colega, exemplo de pessoa. Descanse em paz.

Anônimo disse...

Temos que chamar a atenção para a necessidade de valorizar o profissional que no exercício da sua profissão tem um fim como esse e recebe um salário que não é compatível com o risco que corre. Queremos criar uma cultura de defesa dos direitos humanos que inclua o policial, que é um cidadão"

Anônimo disse...

reverenciamos este herói em forma de PM que, poderia ficar inerte em uma situação de perigo, mas resolveu se sacrificar em prol dos valores que sempre defendeu.